Mais de 320 mil portugueses já estão em listas negras

Listas de devedores ao Fisco, Segurança Social, operadoras de telecomunicações e de quem passa cheques carecas vão continuar a crescer.

O "Jornal i" escreve que existem 322 mil particulares ou empresas incluídos em pelo menos uma das listas negras oficiais que foram criadas ao longo dos últimos anos em Portugal. Sejam cheques carecas, seja o não pagamento de serviços de telemóveis, seja por acumularem dívidas às Finanças ou à Segurança Social, todos estes casos dizem respeito a um incumprimento.

O número de portugueses nestas listas, contudo, irá crescer a olhos vistos nos próximos meses. Não só porque vão ser criadas mais duas listas de devedores, para as contas do gás e da luz, mas também porque a dívida mínima no caso das telecomunicações vai ser reduzida para 75 euros.

A estes 322 mil casos há ainda a juntar as quase 700 mil famílias com créditos em incumprimento, que apesar de não estarem em nenhuma lista oficial, não conseguem omitir o seu caso junto dos bancos.

Últimas notícias

Conteúdo Patrocinado

Mais popular