Governo agrava fatura da luz e do gás

Os custos com a supervisão e acompanhamento das concessões vão passar a ser pagos pelos consumidores. Até agora, estavam na esfera da DGEG.

O "Diário Económico" escreve que apesar do Governo ter decretado "tolerância zero" às rendas excessivas e sobrecustos no setor energético, os consumidores vão ser penalizados com um novo encargo na fatura da eletricidade e do gás natural.

O Executivo prepara uma nova medida que obriga as empresas do setor e as famílias a pagaren todos os custos associados à supervisão, acompanhamento e fiscalização das concessões de eletricidade e gás natural que, até agora, eram suportados pela Direção-Geral de Geologia e Energia (DGEG).

A medida em preparação, que está a gerar incómodo no setor energético, surge num contexto em que a "troika" impôs um pacote de soluções destinadas a reforçar a liberalização do mercado elétrico e do gás natural e aumentar a competitividade da economia nacional.

Últimas notícias

Recomendadas

Contéudo Patrocinado

Mais popular