GNR arricam prisão por irem comprar sapatos em carro-patrulha

Militares de Amarante contrariam ordens e foram a Felgueiras num carro-patrulha para comprarem sapatos.

Segundo o Jornal de Notícias, o Tribunal da Relação manda julgar o comandante de porto e um sargento.

Últimas notícias

Recomendadas

Contéudo Patrocinado

Mais popular