Euromilionário falido mata senhoria

João Gil, informático de 40 anos, já tinha ganho o segundo prémio do Euromilhões, mas assassinou a senhoria à facada. Ontem foi preso pela Judiciária em Cascais.

O "Correio da Manhã" escreve hoje que "João Gil, informático de 40 anos, ganhou o segundo prémio do Euromilhões há quatro anos. Mas esbanjou os 600 mil euros em carros e outros bens de luxo. Acabou falido e a morar em casa de Raquel Pereira Reibeiro, de 75 anos, a quem arrendou um quarto em Lisboa. Mas na segunda-feira, a idosa foi encontrada morta na banheira de casa, enrolada num tapete e o inquilino em fuga tornou-se o principal suspeito. Anteontem à noite a Judiciária localizou-o e prendeu-o em Cascais"

Segundo o jornal, "João Gil contou à polícia que é um euromilionário falido, declarações que se provaram ser verdadeiras, e sofre de depressão. Garantiu que não se dava mal com a senhoria, com quem vivia há vários meses. Mas as divergências com a idosa em relação à renda da casa e a sua personalidade depressiva, confessou, contribuíram para perder a cabeça nesse dia em que a esfaqueou até à morte. O homem está em prisão preventiva até ao julgamento".

Últimas notícias

Mais popular