Crise obriga a recorrer a produtos básicos e baratos

Ainda é cedo para compreender as consequências para a saúde das mudanças de hábitos.

O "Público" escreve que menos leite e iogurtes, menos sumos e refrigerantes, mais produtos básicos, e portanto mais baratos - a crise está a obrigar os portugueses a reajustar os seus hábitos alimentares. Ainda é cedo para conclusões, mas poderá este regresso aos "básicos" conduzir-nos a uma alimentação mais saudável? Ou, pelo contrário, estaremos a alimentar-nos pior do que há dez anos?

Os números relativos ao consumo do primeiro semestre de 2012 confirmam algumas tendências: uma queda dos congelados (-2,2%), dos lácteos (-2,5%) e das bebidas (-11,2%), que tendem a ser substituídos por mercearia salgada e por frescos.

Últimas notícias

Recomendadas

Contéudo Patrocinado

Mais popular