Advogado na compra dos submarinos processa o Estado

Bernardo Ayala, o advogado que assessorou o Ministério da Defesa na compra dos submarinos, foi arguido na investigação do DCIAP ao negócio, mas agora vai pedir uma indemnização ao Estado.

Ayala, que foi arguido entre setembro de 2009 e junho passado, altura em que o seu inquérito foi arquivado, sempre considerou que só foi suspeito neste caso para possibilitar ao Ministério Público a realização de buscas aos escritórios de advogados e a apreensão de documentos. E, segundo o Público, sente-se lesado com o envolvimento do seu nome nesta polémica.

No despacho de arquivamento do processo, o procurador João Ramos conclui "não terem sido recolhidos indícios suficientes da prática de crime de prevaricação pelo arguido Bernardo Ayala". Pelo contrário, faz uma avaliação positiva do trabalho do assessor.

Últimas notícias

Mais popular