Farmacêuticos falam em três mil despedimentos

O despedimento de 3000 pessoas é a consequência admitida pela Ordem dos Farmacêuticos devido à decisão "unilateral" do Governo de baixar em 30% o preço dos medicamentos genéricos.
 
Em declarações à Lusa, João Mendonça, da Direcção Nacional da OF referiu que a diminuição de preços pode ditar contenção de despesas para que as empresas do sector - farmácia, indústria e distribuição - mantenham a sua viabilidade económica.

A OF refere como hipótese a redução do quadro de pessoal, especialmente à custa dos "profissionais mais qualificados e por isso mais caros" e consequentemente dos "serviços prestados à população".

Segundo as suas estimativas, poderão ser dispensados uma pessoa em cada uma das cerca de três mil farmácias portuguesas. Para João Mendonça, a redução pode tornar o mercado "desinteressante" para as empresas do sector dos genéricos . O mesmo responsável admite que em situações de preços excessivos, o Estado deve "fazer valer os seus direitos" e reduzir os valores.

Últimas notícias

Mais popular