Procurador do caso Duarte Lima com processo disciplinar

Começa a ser um hábito no Ministério Público: sempre que um caso suscita polémica pública, abre-se um processo disciplinar ao respectivo procurador.

A receita voltou a ser aplicada no caso de Duarte Lima e a eventual fuga de informação que permitiu aos jornalistas estarem junto à casa do antigo deputado do PSD no dia das buscas e da sua detenção. Pinto Monteiro, procurador-geral, ordenou a abertura de um inquérito disciplinar contra o procurador Rosário Teixeira, o responsável pela investigação.

Leia mais pormenores no e-paper do DN.

Últimas notícias

Mais popular