Madeleine: Novo retrato de "suspeito" divulgado após revisão da investigação portuguesa por ex-polícias ingleses

O novo retrato de um "suspeito" do desaparecimento de Madeleine McCann foi divulgado pelos pais da criança, que contrataram dois antigos polícias ingleses para rever a investigação portuguesa.

O esboço do rosto do "suspeito" foi feito com base em descrições de testemunhos recolhidos pela Polícia Judiciária portuguesa na altura que dão conta que um homem "muito feio" que andou a rondar o complexo turístico da Praia da Luz, Algarve, dias antes do desaparecimento da criança, a 03 de Maio de 2007.

Esta é uma das novas informações que será hoje mostrada no documentário "Madeleine Esteve Aqui", produzido para o Channel 4 e que será transmitido hoje à noite.

O retrato, que mostra um homem com sinais ou marcas na cara, é o resultado de uma revisão da investigação portuguesa, entretanto arquivada, por dois polícias ingleses reformados, Dave Edgar e Arthur Cowley, ambos de 52 anos.  

"Existe um local alguém que vive na área que tem a resposta para isto e não mais longe que 10 ou 15 quilómetros da Praia da Luz", sustenta Dave Edgar no documentário, citado num texto divulgado pelo Channel 4.

Cowley, que foi detective da Polícia durante 30 anos, concorda que "a resposta está na Praia da Luz".

Jane Tanner, uma amiga dos McCann, que passava férias com a família, já tinha afirmado ter visto um homem com uma criança ao colo naquela noite.

O documentário, que faz a primeira reconstituição dos eventos na Praia da Luz, foi realizado para coincidir com o segundo aniversário do desaparecimento.

No início da semana os pais de Madeleine, Kate e Gerry McCann, foram entrevistados no programa de televisão Oprah Winfrey, nos EUA.

O casal foi constituído arguido em Setembro de 2007 mas foi ilibado em Julho de 2008 por falta de provas para apoiar a hipótese, privilegiada pelo inquérito, de morte acidental da menina.

A Polícia Judiciária inicialmente apontou para a hipótese de rapto, mas mais tarde admitiu a morte da criança.

Também o outro arguido, Robert Murat, foi ilibado do caso na mesma altura.

A família sempre disse estar convencida que ela tinha sido raptada.

Até hoje as autoridades não conseguiram saber o que realmente aconteceu, tendo o Ministério Público arquivado o caso, que pode ser reaberto se surgirem novos dados sobre o desaparecimento de Madeleine.

Madeleine McCann desapareceu a 03 de Maio de 2007 do quarto onde dormia juntamente com os dois irmãos gémeos, mais novos, num apartamento do aldeamento turístico "Ocean Club", na Praia da Luz, concelho de Lagos, no Algarve.

Os pais, ambos médicos, jantavam nessa altura com um grupo de amigos ingleses num restaurante do aldeamento turístico, a cerca de 50 metros do apartamento.

Últimas notícias

Conteúdo Patrocinado

Mais popular