"Maddie desapareceu em túneis"

O jornal 'Sunday Express' cita testemunha britânica que fala na hipótese  de a criança ter desaparecido num labirinto de túneis romanos debaixo da Aldeia da Luz

"Maddie: terá desaparecido num labirinto de túneis? É a pergunta que fez ontem manchete no Sunday Express, que se baseia no testemunho de uma mulher que terá sido ouvida pela PJ que refere existência de série de túneis romanos junto à igreja na Praia da Luz, por onde terá desaparecido a criança. O autarca de Lagos, Júlio Barroso, diz nunca ter ouvido falar desses túneis.

Já o Sunday Mirror destaca os depoimentos dos detectives britânicos contratados pelos McCann e que acreditam que o caso será resolvido e sem desviar a investigação da Praia da Luz. Estes foram os jornais britânicos que ontem, dois anos depois do desaparecimento, deram mais destaque ao caso de Maddie.

O Sunday Express faz novas revelações baseadas numa entrevista a uma britânica. A mulher, que não quis ser identificada, diz já ter feito o mesmo tipo de revelações à PJ e que esta não investigou essa possibilidade. Faz referência a uma série de seis a oito túneis, construídos por baixo da igreja junto ao empreendimento turístico onde os McCann estiveram alojados. "Documentos incluídos nos ficheiros policiais, revelados hoje [ontem] pela primeira vez, sugerem que uma linha de investigação vital de investigação terá sido ignorada", diz o jornal.

O The Miror faz uma pequena chamada de primeira página, mas já tinha dedicado grande parte da capa de sábado à imagem da menina com seis anos. Cita Dave Edgar, um dos detectives pagos através do Fundo Find Madeleine, que terão analisado as 30 mil documentos do processo. O detective, já reformado, destaca os testemunhos locais, nomeadamente o de Jane Tanner, que dizem ter visto um homem com ar suspeito a rondar o apartamento do casal dias antes de Madeleine desaparecer.

Últimas notícias

Recomendadas

Contéudo Patrocinado

Mais popular