Passos alega que UE e FMI contam com mudança de Governo

O presidente do PSD alegou hoje que a União Europeia (UE) e o Fundo Monetário Internacional (FMI) estão a contar com a mudança de Governo em Portugal na sequência das legislativas de 5 de Junho.

"Eles não podem dizer que o Governo tem de mudar, porque eles não podem ingerir-se na política portuguesa, mas, no fundo, é com isso que eles contam", declarou Passos Coelho, num discurso na Quinta do Santoinho, em Darque, no concelho de Viana do Castelo.

Segundo o presidente do PSD, se "os elementos da UE e do FMI" não contassem com a mudança de Governo, hoje não se teriam dirigido a Portugal para dizer: "Então os outros partidos que podem ganhar as eleições não nomearam já alguém para se inteirarem dos problemas, um alto-comissário que prepare tudo o que é preciso para o dia a seguir às eleições?".

Passos Coelho acrescentou que o PSD fez "o trabalho de casa" está preparado "para cumprir o acordo" de ajuda externa "assinado por Portugal" apesar de este ter sido alterado e ter agora "prazos mais apertados".

Últimas notícias

Mais popular