Passos acusa PS de se "arrepender" sobre colocação de cartazes

O líder do PSD acusou hoje o PS de se ter "arrependido" ao decidir colocar um cartaz por círculo eleitoral, defendendo que o país precisa de uma nova liderança que "dê o exemplo" de fazer sacrifícios.

"Se o país tem de fazer sacrifícios, porque não faz o Estado", questionou, no discurso que encerrou esta noite o primeiro dia da campanha oficial da caravana social-democrata, em Ansião.

Pois, continuou, "um verdadeiro líder em Portugal é aquele que é capaz de começar na sua própria casa" e o PSD disse desde logo que não iria gastar "milhões de euros em 'outdoors' pelo país inteiro". "E é isso que estamos a fazer, estamos a poupar dinheiro nesta campanha", salientou, contrapondo a posição do seu partido com a atitude dos socialistas que agora já se "arrependeram".

"O PS já se arrependeu, já se arrependeram. Agora já vieram dizer: nós não vamos pôr outdoors no país todo, mas vamos pôr - pensámos melhor - vamos pôr só nas capitais de distrito", criticou, ironizando que para "o PS a realidade muda a uma velocidade muito grande".

Últimas notícias

Conteúdo Patrocinado

Mais popular