Rangel questiona fundos agrícolas

O cabeça de lista às europeias critica a estratégia agrícola do actual Executivo liderado por José Sócrates

O cabeça delista do PSD às eleições europeias, Paulo Rangel, acusou ontem o primeiro-ministro, José Sócrates, de "malabarismo agrícola" por "prometer centenas de milhões" de euros para o sector que "nunca ninguém viu, nem nunca ninguém vê".

"O ministro da Agricultura Jaime Silva abandonou e destruiu este sector e o primeiro-ministro continua com malabarismo agrícola, sempre a prometer centenas de milhões que nunca ninguém viu, nem nunca ninguém vê e que ele adia sistematicamente", criticou Paulo Rangel.

O cabeça de lista social-democrata às eleições europeias, marcadas para 7 de Junho, acompanhado por outros candidatos do partido ao mesmo acto eleitoral, falava aos jornalistas em Beja, durante uma visita à feira agro-pecuária Ovibeja.

Paulo Rangel teceu críticas às garantias deixadas sexta-feira pelo primeiro-ministro em Ferreira do Alentejo, antes de se deslocar também à Ovibeja, de que serão assinados este ano contratos de investimento de mil milhões de euros para a modernização da agricultura, no âmbito do Programa de Desenvolvimento Rural (Proder).

Últimas notícias

Mais popular