Queda de Kadhafi não é objectivo de intervenção

O objetivo militar da intervenção na Líbia não é a queda do coronel Muammar Kadhafi pois qualquer "mudança de regime" é "muito complicada" de realizar, afirmou hoje o secretário da Defesa norte-americano, Robert Gates.

"Como vimos no passado, uma mudança de regime é qualquer coisa de muito complicado. "s vezes leva muito tempo, às vezes é muito rápido. Mas isso nunca fez parte do objetivo militar" na Líbia, sustentou Gates que falou hoje a vários canais de televisão norte-americanos.

Gates considerou, contudo, que não deve ser subestimada a possibilidade de elementos do regime "quebrarem e abandonarem o líder líbio".

"Não subestimem a possibilidade de o próprio regime quebrar", adiantou.

A secretária de Estado, Hillary Clinton, disse hoje que "numerosos diplomatas e chefes militares" na Líbia desertaram face à intervenção da coligação.

Últimas notícias

Mais popular