Conselho de Segurança autoriza recurso à força

O Conselho de Segurança da ONU estabeleceu hoje uma zona de exclusão aérea na Líbia, autorizando "todas as medidas necessárias" para a protecção de civis e áreas civis povoadas sob ameaça, referindo explicitamente a cidade de Bengazi.

A resolução foi aprovada com 10 votos a favor, incluindo Portugal, cinco abstenções e nenhum voto contra. O texto exclui explicitamente "qualquer tipo de ocupação estrangeira em qualquer parte do território líbio".

Autoriza os estados membros a "tomar todas as medidas necessárias (...) para proteger civis e áreas civis populadas sob ameaça de um ataque na Líbia, incluindo Bengazi", cidade líbia para onde Muammar Kadhafi está a dirigir forças e já disse pretender atacar em breve.

As "medidas", que podem incluir o uso de força militar contra as forças de Kadhafi, é podem resultar de acção "nacional ou através de organizações e acordos regionais", e devem ser tomadas em cooperação com o secretário geral das Nações Unidas.

Milhares de pessoas concentradas em Bengazi receberam com júbilo e fogo de artifício a adopção pelo Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas da resolução que permite "todas as medidas necessárias" à protecção da população civil na Líbia.

Últimas notícias

Recomendadas

Contéudo Patrocinado

Mais popular