FMI pode aprovar 26 mil milhões até final de Maio

O diretor do Fundo Monetário Internacional (FMI), Dominique Strauss-Kahn, disse hoje que a instituição poderá aprovar os 26 mil milhões de euros da ajuda a Portugal até ao final do mês de Maio.

"O FMI tem activado os seus procedimentos acelerados para a análise deste 'Extended Fund Facility' (programa de financiamento alargado) e espero que o acordo vá para o conselho executivo para aprovação antes do final do mês", disse Dominique Strauss-Kahn, num comunicado de imprensa hoje divulgado.

O FMI vai contribuir com 26 mil milhões dos 78 mil milhões de euros previstos para o empréstimo a Portugal por parte da 'troika' (Comissão Europeia, Banco Central Europeu e Fundo Monetário Internacional), contribuindo a União Europeia com 52 mil milhões de euros.

O responsável considerou ainda que a "chave para o sucesso" deste programa é um apoio partidário "alargado", assim como uma "implementação sustentada".

Strauss-Kahn afirma ainda que programa acordado entre o Governo e a 'troika' é "ambicioso" e que irá "envolver o sacrifício do povo português". No entanto, este permitirá uma economia "mais forte e mais dinâmica", que consiga "gerar empregos e oportunidades", acrescentou o director do FMI.

Últimas notícias

Recomendadas

Contéudo Patrocinado

Mais popular