BPN: Supervisor não é o "KGB e o FBI juntos"

 O governador do Banco de Portugal insistiu hoje que a supervisão ao sistema financeiro actua com métodos e padrões próprios e usados internacionalmente e não é uma espécie de KGB e FBI juntos.

Acusando um deputado do Bloco de Esquerda de "equívoco ou ignorância fundamental" sobre o que é a supervisão e o que foi a intervenção do Banco de Portugal no Banco Português de Negócios, Vítor Constâncio disse que a natureza de algumas perguntas formuladas são "com presunções de os supervisores serem uma espécie de KGB e FBI juntos".

"O supervisor não é um super polícia" com acesso a tudo, disse o governador do Banco de Portugal, mas sim uma entidade que actua segundo métodos e padrões reconhecidos.

Últimas notícias

Mais popular