Balotelli "arruma" alemães contra a vontade de Platini

"Super Mario" fez dois golos, afastou a Alemanha da final e contrariou o desejo de Platini em ver alemães contra espanhóis em Kiev.

Ele já incendiou a própria casa-de-banho com fogo de artifício; já se vestiu de Pai Natal para andar a distribuir notas de 20 libras pelas ruas de Manchester; já foi confundido com um ladrão dentro da própria casa; já teve um carro apreendido um dia depois de o comprar, já foi expulso de casas noturnas e já levou com bananas lançadas por adeptos. A Balotelli já aconteceu, definitivamente, de tudo, inclusive eliminar a toda-poderosa Alemanha com dois golos e colocar a Itália na final do Euro 2012.

É uma surpresa recheada de mérito: a Itália vai disputar a final do Europeu com a Espanha, depois de ter derrotado a favorita Alemanha, por 2-1, em Varsóvia, na última meia-final da competição, disputada esta quinta-feira. Mario Balotelli foi a figura da partida e, desta vez, encherá manchetes em todo o mundo pelas melhores razões possíveis: uma grande exibição de um talento que, aos 21 anos, só dependerá da "cabecinha" para se tornar num caso sério.

Balotelli foi "forçado" a quebrar a sua própria filosofia no futebol, quando festejou efusivamente o primeiro golo na partida aos 20 minutos, através de um cabeceamento certeiro, após centro de Cassano. "Quando marco não celebro porque só estou a fazer o meu trabalho. Quando o carteiro entrega as cartas, ele celebra?", questionou, um dia, Balotelli. Certo é que "Super Mario" festejou com uma alegria poucas vezes vista e partilhada por milhões de italianos.

Determinado em mostrar "porquê sempre ele", Balotelli assinou um dos momentos do Europeu aos 36 minutos, quando atirou um "missíl" para o fundo das redes alemãs, deixando Neuer pregado ao solo. Desta vez, não houve festejos: apenas uma pose "à Hulk", ar sério e camisola deitada ao chão. O avançado italiano tinha razões para estar orgulhoso da sua exibição, mas quando foi substituído, aos 70 minutos, saiu do relvado frustrado e revoltado: sofreu cãibras e Prandelli guardou-o, e bem, para a final. O golo da Alemanha, de penálti, por Özil, já no período de compensação, não fez mais que acelerar os corações dos adeptos. Em vão.

O "herói" foi Balotelli, mas os louros têm que ser repartidos por outras duas lendas transalpinas: Buffon, que negou o golo à Alemanha em diversas ocasiões, algumas delas de golo iminente; e Pirlo, um mágico e incrível Pirlo, que foi dispensado pelo AC Milan aos 32 anos e que arrisca, um ano depois, ser eleito o melhor jogador do Europeu. Michael Platini, presidente da UEFA, lá terá que se contentar com uma final sem a Alemanha; e a chanceler alemã, Angela Merkel, que já tinha reservado bilhete para final, irá certamente rever a sua agenda. Os adeptos, esses, podem marcar para dia 1 de julho, em Kiev, uma final que promete ser épica.

Filme do jogo:

90+4' Final do jogo! A Alemanha está

90+2' GOLO DA ALEMANHA! ÖZIL! Vêm aí dois minutos finais alucinantes!

90+2' Penálti para a Alemanha!

88' A Itália controla o jogo, a Alemanha limita-se ao pontapé para a frente.

84' Cartão amarelo para De Rossi, por falta sobre Müller.

82' Que falhanço de Di Natale! Completamente isolado, após correr meio-campo, o veterano goleador atirou à malha lateral.

81' Remate cruzado de Diamanti, a errar o alvo. A Itália tem a final na mão.

79' Excelentes combinações e trocas de bola da Itália no meio-campo alemão, mas ninguém conseguiu atirar para o 3-0. Alguma displicência neste capítulo.

75' Que perdida de Marchisio! Sozinho na grande área, com possibilidade de Di Natale, o médio perdeu espaço, voltou a encontrá-lo e podia passar ao ponta-de-lança, mas tentou o remate e falhou por pouco. Era o "KO" na eliminatória.

71' Substituição na Alemanha. Saiu Boateng e entrou Müller.

70' Substituição na Itália. Saiu Balotelli e entrou Di Natale. Sai frustrado.

68' Balotelli cai no relvado. O avançado italiano está com cãibras e será, certamente, substituído.

67' Quase o terceiro! Excelente assistência de Diamanti para Marchisio, que à entrada da grande área atirou um pouco ao lado do alvo.

66' Diamenti tentou um "chapéu" de meio-campo, mas Neuer estava atento.

63' Substituição na Itália. Saiu Montolivo e entrou Thiago Motta.

62' Enorme defesa de Buffon! Pontapé livre de Reus, para Buffon voar e fazer uma das melhores defesas do Europeu.

61' Cartão amarelo para Bonucci, por falta sobre Kroos. Livre muito perigoso a favorecer os alemães.

60' Lance individual de Balotelli, que depois de evitar dois defesas alemães atirou cruzado e ao lado da baliza.

57' Substituição na Itália. Saiu Cassano e entrou Diamanti.

55' Grande jogada individual de Özil, o melhor da Alemanha, que tentou servir Khedira mas o médio foi desarmado à tangente.

53' A Itália assume uma postura defensiva, sempre de olhos postos no contra-ataque. Cassano e Balotelli estão a ganhar a maioria dos lances à defesa alemã.

49' Que perdida de Lahm! Após tabelar com Toni Kroos, o lateral ficou isolado na grande área, mas ao tentar colocar a bola no ângulo atirou por cima. Entra bem, a Alemanha.

48' Remate de Reus, fácil para Buffon defender.

46' Início da segunda parte! Bola para a Alemanha.

- Dupla alteração na Alemanha. Saíram Podolski e Mario Gómez e entraram Marco Reus e Klose.

- Em toda a história dos Europeus, apenas uma equipa foi capaz de inverter um 0-2 ao intervalo: foi a República Federal da Alemanha, que derrotou a Yugoslávia por 4-2.

45+1' Intervalo! Balotelli, na sua melhor versão, faz os dois golos que deixam a Alemanha praticamente fora do Europeu. Os alemães têm 45 minutos para fazerem o "impossível".

43' Domínio absoluto da Itália, perante uma Alemanha que precisa urgentemente do intervalo.

39' A Alemanha está completamente desnorteada, enquanto a seleção italiana vai controlando o jogo e ameaçando chegar ao terceiro golo. Neste momento, a maior prioridade será evitar que Balotelli veja o segundo cartão amarelo.

36' Cartão amarelo para Balotelli, por festejado à... "Balotelli": tirou a camisola e ficou parado no meio do relvado.

36' GOLO DA ITÁLIA! BALOTELLI! Que golaço do avançado italiano! Passe longo de Montolivo, a colocar Balotelli completamente isolado; domínio com o peito, enquadramento com a baliza com um toque de calcanhar e uma "bomba" para o fundo das redes. Neuer nem se mexeu e nem valia a pena. Que jogo!

35' Enorme defesa de Buffon! Uma "bomba" de Khedira a 25 metros da baliza, que ia direitinha para a "gaveta", mas o guardião italiano foi lá buscá-la.

34' Que perdida de Montolivo! Servido por Cassano, o médio italiano ficou isolado na grande área, mas demorou muito tempo a rematar à baliza e perdeu o lance para Hummels - provavelmente, a par de Pepe e Sergio Ramos, o maior candidato a melhor central do Europeu.

30' Remate de Toni Kroos, desenquadrado com o alvo. Não está a ser uma aposta bem sucedida por parte de Joachim Löw. Será que é desta que veremos, na segunda parte, Götze a brilhar no Europeu?

26' Remate rasteiro de Özil, para defesa apertada de Buffon. O médio do Real Madrid é, sem dúvida, o expoente máximo da nova geração do futebol alemão: talento e criatividade a desmitificarem o estereótipo de alemão que vencia jogos pela componente física e tática.

23' A consistência tática da Itália está a dar frutos. A Alemanha está com dificuldades em reagir à desvantagem, cenário inédito neste Europeu.

20' GOLO DA ITÁLIA! BALOTELLI! Excelente lance individual de Cassano, que se soltou da marcação e colocou a bola na grande área, onde Balotelli que ganhou nas alturas a Badstuber e cabeceou de forma certeira para o fundo das redes.

18' Pontapé em arco de Cassano, para nova boa intervenção de Neuer. A Itália está a reagir bem ao domínio alemão inicial.

16' Remate forte de Montolivo, para defesa atenta de Neuer. Temos jogo em Varsóvia!

12' Buffon evita o golo! Remate de Boateng para defesa apertada do guardião italiano; na tentativa de limpar o lance, Barzagli não fez auto-golo por pouco!

10' A seleção italiana parece mais dependente de Pirlo do que qualquer outra seleção da sua "estrela" neste Europeu. A bola tem sempre que passar pelos pés do médio da Juventus.

7' Melhor a Alemanha nas transições, melhor a Itália no controlo do jogo a meio-campo. Muitas cautelas defensivas.

5' Pirlo evita o golo da Alemanha! Na sequência de um pontapé de canto, onde a Itália defendeu muito mal, Hummels recebeu a bola e atirou para a baliza, já com Buffon batido, mas Pirlo tirou a bola já sobre a linha de golo!

3' Tudo tranquilo neste início de jogo, com a Itália a apresentar uma postura ofensiva, à imagem do que já sucedeu diante da Inglaterra.

1' O árbitro francês Stéphane Lannoy apita para o início do jogo! Bola para a Itália.

ALEMANHA: Neuer; Boateng, Badstuber, Hummels, Lahm; Khedira, Schweinsteiger; Kroos, Özil, Podolski; Mario Gómez.

ITÁLIA: Buffon; Balzaretti, Bonucci, Barzagli, Chiellini; De Rossi, Marchisio, Pirlo, Montolivo; Cassano e Balotelli.

Alemanha e Itália disputam hoje a segunda meia-final do Euro2012 de futebol, na qual se vai decidir o adversário na final de Espanha, que, na quarta-feira, derrotou Portugal, no desempate por grandes penalidades (4-2). No Estádio Nacional de Varsóvia, os germânicos vão tentar fazer algo que nunca conseguiram: bater os transalpinos em jogos oficiais. Os alemães, três vezes campeões da Europa, foram derrotados em quatro dos sete encontros disputados com os italianos, incluindo a meia-final do Mundial2006, na Alemanha, e a final do Mundial1982, em Espanha.

A Itália, por sua vez, ganhou duas das três meias-finais de Campeonatos da Europa em que participou, mas nunca marcou um golo nesses encontros. A seleção orientada por Joachim Low venceu todos os quatro jogos disputados no Euro2012, enquanto a Itália venceu apenas um - ante a República da Irlanda, no último jogo da fase de grupos -, tendo-se apurado depois de bater a Inglaterra, domingo, no desempate por grandes penalidades, após o nulo no final dos 120 minutos.

Desde o início do torneio continental, os germânicos somaram nove golos marcados e sofreram quatro, tantos quanto os que a Itália marcou, embora esta seja a seleção menos batida até ao momento, com apenas dois tentos consentidos. Na quarta-feira, a Espanha bateu a seleção portuguesa, que regressa hoje a Portugal, no desempate por grandes penalidades, por 4-2, após um nulo no final dos 120 minutos.

Últimas notícias

Mais popular