Biografia de Steve Jobs sai em Portugal em Novembro

A biografia autorizada do empresário Steve Jobs, co-fundador da multinacional Apple, escrita pelo jornalista norte-americano Walter Isaacson, vai ser publicada em Portugal em Novembro, anunciou hoje a editora Objectiva.

Steve Jobs, 56 anos, anunciou na quarta-feira a demissão do cargo de presidente executivo da Apple, passando a ter funções não executivas no conselho de administração.

A única biografia autorizada do empresário norte-americano sairá em Novembro no mercado português pela Objectiva, embora o título ainda não tenha sido revelado.

O livro, a editar internacionalmente pela Simon & Schuster também em Novembro, baseia-se em mais de quarenta entrevistas que o jornalista Walter Isaacson fez a Steve Jobs ao longo de dois anos, e em depoimentos de familiares, amigos e colegas de trabalho.

"Steve Jobs representa o último ícone de invenção e imaginação aplicada. Ele sabia que a melhor forma de criar valor no século XXI era ligar a criatividade à tecnologia", escreve a editora.

A nível internacional, a biografia, que tem mais de 400 páginas, chegou a ter por título "iSteve: The Book of Jobs", mas na página oficial da editora Simon & Schuster surge agora apenas o título "Steve Jobs by Walter Isaacson".

Walter Isaacson, antigo administrador da CNN e ex-editor da revista Time, é o autor de outras biografias sobre personalidades como Albert Einstein e Benjamin Franklin.

Steven Paul Jobs, 56 anos, foi um dos fundadores da Apple, em 1976, hoje uma das principais empresas de computadores, software informático e aparelhos de electrónica.

Em janeiro Steve Jobs anunciou que se retiraria por questões de saúde - cancro no pâncreas e transplante de fígado -, mas em Março apareceu na conferência de lançamento do iPad2.

Agora, numa carta dirigida ao conselho de administração da Apple, Steve Jobs pediu a demissão.

"Sempre disse que quando chegasse o dia em que eu não pudesse cumprir os meus deveres e responder às expectativas enquanto presidente executivo da Apple seria o primeiro a reconhecer esse facto. Infelizmente esse dia chegou", escreveu Steve Jobs na carta divulgada na quarta-feira.

Steve Jobs é substituído no cargo por Tim Cook, até aqui o número dois da empresa.

Últimas notícias

Conteúdo Patrocinado

Mais popular