Morreu Michael Jackson: longa vida ao rei da pop

Depois da confirmação da morte do músico, milhares de fãs acorreram à sua casa e também ao hospital onde Jackson foi assistido após paragem cardíaca.  Desapareceu um dos maiores nomes da cultura popular, trágico mas fenomenal.

Depois das primeiras notícias, que o deram como internado de emergência - após massagens de reanimação sem qualquer resultado - Michael Jackson morreu ontem, aos 50 anos, vítima de paragem cardíaca, num hospital de Los Angeles. Fica para a história - onde, aliás, estava há muito inscrito - como o homem que mudou a pop para se tornar no seu paradigma maior.

Preparava-se para o primeiro de 50 concertos "de regresso", todos eles esgotados, com bilhetes a mais de dez mil euros no mercado negro. O desafio estava em saber se Michael Jackson seria capaz de voltar a ser imparável como foi quando, entre as décadas de 70 e 80, mostrou argumentos que espantaram o mundo. Até então, nunca ninguém tinha marcado o encontro tão certeiro e contagiante entre som e imagem, do palco aos discos, fazendo uso obrigatório da televisão como arma que os seus antecessores não puderam explorar. Resultado: mais de 750 milhões de discos vendidos, com Thriller no topo, com mais de cem milhões de cópias vendidas, um recordista absoluto.

A Motown (e a firme vontade do pai) formou-o enquanto mascote dos Jackson 5, incutindo na sua vontade, e desde muito cedo, o maior dos princípios, a criação da canção como monumento de reverência. Soul e R&B moldaram-lhe a personalidade e transformaram-no em estrela, desde cedo, muito cedo para quem nunca teve tempo para ser criança. Assinou as primeiras gravações a solo ainda na Motown, estreando-se com Got To Be There, em 1972. A popularidade trouxe as mudanças contratuais e a CBS acabou por se transformar na nova casa dos Jacksons e de Michael. O novo caminho arrancou em 1979, com Off The Wall e Quincy Jones, o homem que mudou a vida de Michael, que lhe "deu" Thriller, (1982) o trono da MTV e a melhor das sequelas, Bad (1987). Entre Dangerous e HiStory perdeu fôlego e acabou por se deixar ultrapassar por excentricidades, com origem na sua vontade e nos exageros mediáticos. Ainda assim, nunca o culto esmoreceu, motivando uma espera pelo seu retorno à glória com a música como motor principal. Até ontem, quando começaram as homenagens.

A evolução da imagem do Rei da Pop pode ser vista neste vídeo.



A ida de Michael Jackson para o hospital


Alguns dos melhores momentos do Rei da Pop





Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Últimas notícias

Conteúdo Patrocinado

Mais popular