Rescisões são pouco amigáveis para a reforma

Pausas na carreira contributiva por desemprego têm custos na reforma e podem chegar aos 13% se forem no final da vida ativa.

Avançar para uma rescisão amigável, seguida de subsídio de desemprego, quando se está quase a chegar à idade da reforma irá ter custos no valor da pensão que se vai receber mais tarde. Em média, uma interrupção da carreira contributiva na reta final da ativa irá reduzir em 13% a reforma que se vai receber para o resto da vida.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Últimas notícias

Conteúdo Patrocinado

Mais popular

  • no dn.pt
  • Dinheiro
Pub
Pub