Precários dos fundos comunitários querem ser integrados

Estruturas que gerem fundos estruturais têm 516 trabalhadores precários. Maioria tem contratos há mais de 6 anos.

Os 516 trabalhadores em funções públicas que prestam serviço nas estruturas de missão que gerem os fundos comunitários não aceitam ficar de fora do programa de regularização extraordinária os vínculos precários na administração pública (PREVPAP). E lembram que há pessoas a trabalhar nestas estruturas há 20 e 15 anos.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Últimas notícias

Conteúdo Patrocinado

Mais popular

Pub
Pub