Sporting bate Tetouan e arrebata terceiro posto

Carriço e Wolfswinkel (e um autogolo de um adversário) marcaram para os leões, que venceram o campeão marroquino por 3-1 no Torneio Colombino

O Sporting venceu este sábado o Athletic Tetouan por 3-1 e assegurou o terceiro lugar do Troféu Colombino de futebol, disputado na cidade espanhola de Huelva, cujo vencedor sairá do confronto entre o Recreativo local e o Getafe.

Os golos de Carriço (43 minutos), Van Wolfswinkel (66) e Mourtada (72), na própria baliza permitiram ao Sporting um resultado confortável, frente ao adversário que pouco perigo criou junto à baliza "leonina", exceção feita para o golo de Moussa (55), que ainda empatou o encontro a uma bola mas acabou por ser insuficiente para quebrar a tendência do jogo.

Apenas 24 horas depois de perder com o Getafe, por 1-0, e ter falhado a passagem à final da prova, o treinador do Sporting, Sá Pinto, deixou no banco alguns dos titulares dessa partida, como Rui Patrício, Schaars, Pranjic, André Martins ou Marcos Rojo, enquanto Capel, Pereirinha, Elias ou Carrillo nem entraram na ficha de jogo.

A equipa leonina alinhou frente aos campeões marroquinos com Marcelo Boeck na baliza, Cédric, Carriço, Xandão e Insua na defesa, Gelson Fernandez e Rinaudo à frente do quarteto defensivo, e Jeffren, Adrien e Wilson Eduardo no meio-campo, atrás do ponta-de-lança Van Wolfswinkel.

Com o jogo a começar a uma hora pouco habitual em Portugal, e com o estádio praticamente vazio, o Sporting aproximou-se da baliza do Tetouan logo no segundo minuto, numa cabeçada de Wolfswinkel ao lado, após cruzamento de Cédric.

Aos seis minutos, foi Gelson quem rematou de primeira por cima, e dois minutos depois, Jeffren tentou o remate de longe, mas também falhou o alvo.

Aos 26 minutos, o Sporting esteve muito perto do golo, numa recarga de Wolfswinkel que bateu com estrondo na barra, após uma defesa incompleta do guarda-redes marroquino Aziz a um remate de Insua na transformação de um livre direto.

O Sporting dominava a partida e não deixava o Athletic Tetouan chegar com perigo à baliza de Marcelo Boeck, que acabou por ser chamado a intervir aos 35 minutos para desviar com os pés um remate de Moussa, após o ponta-de-lança marroquino ter ganho as costas à defesa lusa e ter ficado isolado frente ao guarda-redes brasileiro.

O golo "verde e branco" acabou por chegar aos 43 minutos, por Carriço, que só teve de empurrar a bola para a baliza, depois de um canto marcado por Adrien e desviado de cabeça por Ricky Van Wolfswinkel para o segundo poste, onde surgiu o defesa central a inaugurar o marcador.

O segundo tempo começou com a mesma toada da primeira parte, mas passados 10 minutos o Tetouan chegou ao empate, aos 55 minutos, por Moussa, num lance em que o Sporting protestou uma falta prévia do avançado marroquino sobre Carriço e que surgiu contra a corrente do jogo.

Foi preciso esperar mais 10 minutos para o Sporting chegar de novo à vantagem, desta vez numa grande penalidade a punir falta sobre Adrien. Van Wolfswinkel converteu o castigo máximo sem dar hipóteses para o guarda-redes marroquino.

Um cruzamento de Insua proporcionou o terceiro golo ao Sporting, marcado na própria baliza por Mourtada, aos 72 minutos, num mau atraso de peito para o guarda-redes, e que estabeleceu o 3-1 final que deu uma vitória sem contestação e o terceiro posto na prova à equipa orientada por Sá Pinto.

Jogo disputado no estádio Nuevo Colombino, em Huelva, Espanha.

Sporting - Moghreb Athetic Tetouan, 3-1.

Ao intervalo: 1-0.

Marcadores:

1-0, Carriço, 43 minutos.

1-1, Moussa, 55.

2-1, Van Wolfswinkel, 66.

3-1, Mourtada, p.b., 72.

Equipas:

- Sporting: Marcelo Boeck, Cédric, Daniel Carriço, Xandão, Rinaudo (André Martins, 64), Insua, Adrien (Onyewu, 67), Jeffren (Bruma, 83), Wilson Eduardo (Pranjic, 77), Gelson Fernandes e Van Wolfswinkel (Iuri Medeiros, 87).

(Suplentes: Rui Patrício, Onyewu, Schaars, Marcos Rojo, André Martins, Pranjic, Diego Rubio, Bruma e Iuri Medeiros).

- Atletico Tetouan: Aziz, Zakaria (Vilal, 72), Mohame, Mourtada, Lamrabat (Ahmed, 72), Serge, Maimouni, Abdelkarin, Chafiq (Zaid, 46), Abdeladim e Moussa (Youssef, 72).

(Suplentes: Youssef, Samir, Mohamed, Ahmed, Vilal, Zaid, Smaali, Khalati, Amin e Youssef).

Árbitro: Manuel de los Santos (Espanha).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Carriço (55), Mohame (64) e Mourtada (64).

Assistência: Cerca de 200 espetadores.

Últimas notícias

Recomendadas

Contéudo Patrocinado

Mais popular