"Markovic não liga aos assobios e se jogar bem tudo muda"

Sérvio teve pouca tolerância dos adeptos leoninos

Drulovic, ex-jogador de FC Porto e Benfica e antigo treinador do avançado, diz que este devia ter ficado mais tempo na Luz

Ljubinko Drulovic, antigo jogador de FC Porto e Benfica, conhece como poucos Lazar Markovic, futebolista do Sporting que tarda em mostrar todo o seu potencial de leão ao peito, isto apesar dos dois golos apontados pela equipa de Jorge Jesus, tendo um deles, marcado ao Famalicão, valido a qualificação para a 4.ª eliminatória da Taça de Portugal.

Na derrota do Sporting com o Borússia Dortmund, Markovic foi aposta inicial mas os adeptos não o pouparam sempre que perdia uma bola. De tal forma que quando saiu para dar o lugar a Joel Cambpell foi bastante assobiado.

"Acho que ele não liga aos assobios e lida bem com isso. Deve ter pensado quando veio para o Sporting que isso podia acontecer, até porque ele já esteve no Benfica e a rivalidade entre os clubes nunca irá mudar. Mas se Markovic jogar bem a opinião dos adeptos vai mudar", garante ao DN Drulovic, antigo treinador do dianteiro de 22 anos nas camadas jovens da seleção Sérvia.

Ainda assim, Drulovic diz entender os adeptos leoninos. "Tenho de admitir que na primeira parte houve duas ou três situações em que ele podia ter passado a bola a um colega. Tinha outras soluções, mas ele também sente que passa fácil no um para um. Há uma coisa que acho que ninguém pode negar; ele quer fazer bem as coisas e está a tentar. Tem de continuar a trabalhar e a evoluir para ganhar forma. Tenho uma excelente relação com ele, conheço-o muito bem e tenho a perfeita noção de que ele não está satisfeito", explica o antigo extremo-esquerdo que brilhou a grande altura no FC Porto como municiador de Jardel.

Que tal virar à esquerda?

Desde que saiu do Benfica, há pouco mais de dois anos, Markovic esteve um ano em Liverpool, sem ser uma aposta continuada, e depois rumou ao Fenerbahçe onde teve lesões em série. Ou seja, depois do adeus à Luz tem sido pouco feliz. "Tomou uma boa opção em regressar ao futebol português e sei que ele voltou também devido ao Jorge Jesus. Na minha opinião saiu demasiado cedo do Benfica, devia ter ficado mais dois/três anos para ganhar experiência. Saiu novo para Inglaterra e teve muita concorrência e depois na Turquia esteve muito tempo parado por lesão. Mas ele é um profissional espetacular e vai trabalhar para melhorar e voltar ao antigamente porque é um enorme talento que não está a jogar ao seu nível", considera Drulovic descansando, assim, os adeptos leoninos.

Markovic tem jogado esta época a segundo avançado tendo também já experimentado o lado direito do meio-campo ofensivo. Ora aqui está uma situação em que Drulovic diverge de Jesus.

"Ele pode jogar a segundo avançado e na ala. Mas eu gosto mais de o ver na ala, principalmente na esquerda, onde, no meu entendimento, rende mais. Comigo, quando o treinava, jogava à esquerda. No um contra um, quando está em forma, vai ser sempre importante, independentemente da equipa que representa", conclui Drulovic.

Últimas notícias

Conteúdo Patrocinado

Mais popular