Falta de procura no futebol leva a corte nos bilhetes

A organização dos Jogos Olímpicos de Londres anunciou esta terça-feira ter retirado meio milhão de bilhetes para os jogos de futebol devido à falta de procura.

O corte de capacidade para os jogos de futebol vai ser compensado com mais 200 mil ingressos disponibilizados para outras modalidades. Dos cerca de 700 mil bilhetes que continuam por vender, 250 mil dizem respeito a jogos de futebol, 50 mil de outras modalidades e 400 mil devolvidos por comités nacionais, metade dos quais também de futebol.

A falta de procura de entradas para o desporto rei fará com que os jogos a serem disputados em Hampden Park, o estádio nacional em Glasgow, na Escócia, e no estádio Millennium em Cardiff, no País de Gales, vejam a sua capacidade reduzida.

Além dos estádios já referidos, os jogos vão ter lugar em mais quatro recintos: Coventry, St. James's Park (Newcastle), Old Trafford (Manchester) e Estádio de Wembley (Londres).

O presidente do comité organizador, Sebastian Coe, rejeitou problemas de vendas, alegando a dificuldade associada a recintos de grande capacidade e à incerteza sobre as equipas que jogarão nas fases mais avançadas da competição.

"Sabíamos que os bilhetes para o futebol seriam sempre um desafio, mas penso que nos portámos bem", afirmou Sebastian Coe.

O futebol, masculino e feminino, é a modalidade que vai dar o arranque aos Jogos Olímpicos, a 25 de julho, dois dias antes da cerimónia de abertura.

Últimas notícias

Recomendadas

Contéudo Patrocinado

Mais popular