Mourinho apanhou um susto e só Rashford o fez respirar de alívio

José Mourinho sofreu, mas passou eliminatória

Anderlecht foi a equipa mais perigosa em Old Trafford, mas o jovem avançado inglês garantiu apuramento no prolongamento

José Mourinho sofreu ontem certamente mais do que o esperado, mas o seu Manchester United conseguiu o agora tão ambicionado apuramento para as meias-finais da Liga Europa, fruto de um golo de Rash-ford já no prolongamento.

Na véspera, Mourinho tinha avisado que não iria jogar para o 0-0, resultado que permitiria seguir em frente depois do empate a um golo na Bélgica, perante o Anderlecht. Prometeu-o, mas a verdade é que os red devils jogaram sempre em ritmo muito lento, sobretudo depois do golo de Mkhitaryan, logo aos 10".

Aliás, quem carregava mais no acelerador era mesmo o Anderlecht, que parecia acreditar na reviravolta, com muitas oportunidades criadas junto da baliza de Sergio Romero. E a confiança aumentou ainda mais quando Hanni empatou a eliminatória, aos 32".

Old Trafford silenciava-se e, pelo que mostravam em campo, os belgas pareciam capazes de uma surpresa. Foram sempre os mais perigosos no ataque, dado que do outro lado a noite foi desoladora para Ibrahimovic, que acabou por sair lesionado e na única ocasião clara de golo falhou um remate a menos de cinco metros da linha de golo.

Os ingleses pareciam confiar apenas no nome e nem as soluções que Mourinho retirou do banco, como Fellaini ou Martial, conseguiam provar ser mais-valias. Tanto no segundo tempo como no início do prolongamento foi novamente o Anderlecht a ter as melhores ocasiões, mas também nunca as aproveitou. Já o Manchester United conseguiu marcar na única que teve no tempo extra, com Rashford a fazer o 2-1 final aos 107".

Um balde de água fria para os belgas, mas o suficiente para Mourinho sorrir no fim, com o apuramento para as meias-finais.

Anthony Lopes salva Lyon

Em Istambul, na Turquia, o Besiktas acabou eliminado na lotaria das grandes penalidades, depois de ter conseguido inverter o resultado da primeira mão, 2-1, com o ex--benfiquista Talisca em destaque ao apontar os dois golos dos turcos.

Nas grandes penalidades, já sem Ricardo Quaresma do lado do Besiktas - saiu lesionado perto do fim -, o também internacional português Anthony Lopes acabou por ser fundamental para o Lyon, ao salvar dois penáltis.

Ajax elimina Schalke

Nos jogos de ontem era o Schalke quem partia com a maior desvantagem, depois de ter perdido por 2-0 em Amesterdão, diante do Ajax. Os alemães ainda conseguiram chegar ao 3-0, já no prolongamento, mas dois golos holandeses perto do fim acabaram por deitar por terra as esperanças germânicas.

A única equipa que ontem não precisou de prolongamento para se apurar foi o Celta de Vigo, que se deslocou a Genk e empatou 1-1 (venceu por 3-2 em casa), apurando-se pela primeira vez para umas meias-finais das provas europeias. Sisto marcau para os espanhóis aos 63", com Trossard a empatar aos 67". Hoje há sorteio das meias-finais da Liga dos Campeões e da Liga Europa.

Últimas notícias

Conteúdo Patrocinado

Mais popular