"Clube só contrata reforços se vender jogadores"

O presidente do Marítimo, Carlos Pereira, garantiu esta quarta feira que o clube só irá contratar reforços caso consiga vender algum dos seus ativos, nomeadamente os avançados Sami e Danilo Dias, futebolistas por quem existem propostas concretas.

O líder "verde-rubro" recebeu esta quarta feira no complexo do clube, em Santo António, no Funchal, a visita do Ministro da República para a Madeira, Irineu Barreto, e na ocasião frisou que a grande aposta "será cada vez mais a formação".

"O Marítimo não tem dinheiro para contratar reforços e só o fará se conseguir vender algum jogador", adiantou, confirmando a existência de propostas para a venda de Danilo Dias e Sami, embora nenhuma delas "atinja os valores pretendidos".

Contudo, Carlos Pereira diz que tem garantias do atual plantel, ao qual se poderão juntar "alguns jogadores da formação", sendo esta "uma aposta cada vez mais consistente do Marítimo".

"Lembro-me que o Pepe chegou à Madeira ainda muito jovem e com o pé partido. Hoje está no Real Madrid e na seleção nacional", recordou o presidente maritimista, reforçando o papel do clube na formação.

Carlos Pereira recusou falar do orçamento do clube para a próxima época, considerando que os números "irão depender de uma eventual venda".

O presidente do Marítimo fez ainda questão de falar das dificuldades financeiras. "As nossas dificuldades são as mesmas da região, país e Europa, mas nós estamos sempre preocupados com a credibilidade, por isso não gastamos mais do que aquilo que podemos", reforçou.

Últimas notícias

Conteúdo Patrocinado

Mais popular