Fábio Paim vai tentar renascer em Angola

Fábio Paim viaja hoje para Angola onde irá fazer testes médicos e assinar contrato com o 1.º de Agosto, clube treinado pelo antigo extremo Ljubinko Drulovic, que terminou o Girabola de 2010 em terceiro lugar. "Afinal estou melhor do que pensava", disse ao DN aquela que chegou a ser a maior esperança do futebol português e que estava no Torreense, da II Divisão, após ter caído em desgraça por ter ficado famosos cedo demais.

"Estou outra vez em cima", assumiu Paim, cuja carreira foi ontem alvo de uma reportagem do jornal espanhol Marca, que passou em revista os tempos das camadas jovens do Sporting, quando aos 15 anos ganhava 300 mil euros por ano. "Fiquei milionário. Não me privei de nada. Carros de luxo, festas, mulheres, jóias, álcool. Tudo!", disse ao diário espanhol.

Hoje iniciará uma nova etapa, depois de passagens frustradas pelo Olivais e Moscavide, Trofense, Paços de Ferreira, Chelsea, Rio Ave e Torreense. "O meu salário melhorou muito. As condições que me propuseram são muito boas", conta ao DN o jogador, que auferia mil euros por mês em Torres Vedras e agora irá auferir cerca de 50 mil euros. "Não conheço Angola. É a terra dos meus pais, que estão muito felizes por eu regressar às origens", acrescenta Fábio Paim, que viaja sozinho, mas numa segunda fase terá "a companhia da namorada". O 1.º de Agosto, de Luanda, é quase desconhecido para o médio, que além do treinador conhece o capitão Kali, que passou pelo Santa Clara.

Últimas notícias

Conteúdo Patrocinado

Mais popular