"Gostava muito de ver o Benfica numa final europeia"

Presidente dos dragões não ficará "muitos mais anos" à frente do clube, mas pelo menos "mais alguns". Pinto da Costa fala de Benfica, Sporting, da sua equipa e dos objetivos traçados.

Jorge Nuno Pinto da Costa, que cumpriu este domingo o milésimo jogo desde que assumiu a presidência do FC Porto, há 30 anos, revelou este domingo que gostaria de ver Luís Filipe Vieira cumprir a promessa de levar o Benfica a uma final europeia no prazo de quatro anos. "Eu não comento o esse ser diz, mas gostava de ver o Benfica numa final europeia. Já vi uma no Estádio da Luz, com o Anderlecht [n.d.r. Taça UEFA, 1983], que perdeu. Gostava de ver, como qualquer outro clube português. Acho que já faz tempo e é necessário para o prestígio do clube ir a uma final europeia", comentou, após a vitória do FC Porto no Estoril, por 1-2.

Pinto da Costa considera que será, porém, difícil ver outro clube para além de Real Madrid e Barcelona vencer a Liga dos Campeões nos próximos anos. "Eu não faço promessa, nunca fiz. Felizmente já estive em muitas finais europeias, pelo menos em quatro [n.d.r, esteve em sete]. O que pensamos é em atingir os oitavos-de-final e, depois, entre todos os que lá chegarem não haverá nenhum sem ter essa esperançazinha. Mas é difícil, enquanto Real Madrid e Barcelona tiverem este poderio e equipas", confessou.

Quanto ao campeonato, Pinto da Costa alerta para as dificuldades que se avizinham. "O problema não pode ser visto por Braga, Benfica e Sporting. Hoje, o Estoril foi mais difícil do que se calhar vão ser esses jogos. Em cada jogo há dificuldades, o Estoril entrou bem, mas a segunda parte foi demolidora. Não gosto de fazer suposições, porque quando menos se espera um clube tem quebras e a quebra do Sporting vai ser ultrapassada. Sporting vai lutar pelos lugares cimeiros", considerou.

Pinto da Costa aproveitou, ainda, para exaltar o sucesso das contratações de Jackson Martínez e Alex Sandro, dividindo os méritos com o scouting do FC Porto e com Vítor Pereira, que pediu os dois jogadores. "Jackson foi um ótimo pedido. Tivemos muitas ofertas de jogadores. Ofereceram muitos pontas de lança e defesas esquerdos, mas o Vítor Pereira disse que só queria Alex Sandro e Jackson Martínez. Tem o mérito de ter acredito nele. Sinceramente só tinha visto uma vez o Jackson Martínez", revelou.

O presidente do FC Porto não teme, porém, que o goleador colombiano possa rumar, em breve, a outras paragens, uma tradição habitual entre os goleadores que passam pelo Dragão. "Temos tido a felicidade de ao longo de 30 anos ir perdendo grandes goleadores, mas logo a seguir ter quem faça esquecê-los. Tivemos Fernando Gomes, depois veio o Jardel, depois o McCarhty, depois Lisandro, depois Falcao e agora vem o Jackson. E quando ele partir há-de vir outro. O nosso scouting tem soluções para qualquer jogador", vincou.

Últimas notícias

Recomendadas

Contéudo Patrocinado

Mais popular

Pub
Pub