Justiça arquiva o dossiê "Operação Galgo"

O alegado caso de doping no atletismo espanhol, conhecido como "Operação Galgo" foi definitivamente arquivado por "falta de provas", garantiram fontes judiciais em Madrid.

A juíza Mercedes Perez ordenou "encerrar o processo" interposto contra doze arguidos, num despacho de 24 de maio.

A justiça espanhola encerrou oficialmente o dossiê "Galgo" que investigava uma alegada rede de doping espanhola no atletismo após ter realizado um investigação com escutas telefónicas, buscas e recolha de declarações.

A Audiencia Provincial de Madrid validou a decisão de anular as escutas obtidas pela Guarda Civil, após junho de 2010, à campeã mundial de 2009 nos 3.000 m com obstáculos Marta Dominguez .

O tribunal apoiou este arquivamento porque o pedido da polícia "não contêm qualquer indício ou suspeita fundamentada objectivo sugerindo que os arguidos cometeram um delito de dopagem."

A operação arrancou no verão de 2010, tendo levado à detenção de vários treinadores de atletismo e até da atleta Marta Domínguez, num autêntico escândalo que varreu o país vizinho.

O nome de Francis Obikwelu também foi muitas vezes associado aos registos telefónicos, alegadamente por ter telefonado aos dos treinadores envolvidos.

O português terá ligado a Manuel Pascua a perguntar "o que fazer" antes de um controlo antidoping.

O campeão europeu nos 100 e 200 metros, em 2006, terá telefonado a Maria José Martínez, mulher do técnico Manuel Pascua e também treinadora, assustado por ter sido alvo de controlo surpresa.

Últimas notícias

Mais popular