Mercado Medieval regressa na quinta-feira

O Mercado Medieval de Óbidos, que decorrerá de 19 de julho a 12 de agosto, aposta este ano na redução dos preços de entrada e no alargamento de 12 para 16 dias como forma de combater a crise.

Além da redução de um euro (de sete para seis euros) no preço dos bilhetes, a organização alargou a todos os dias do certame a entrada gratuita para os habitantes do concelho, que até aqui era restrita às sextas-feiras.

O mercado tem este ano como mote as cerimónias esponsais de D. Afonso V e D. Isabel de Coimbra, cujo casamento teve lugar em Santarém, em 1447, tendo as cerimónias de preparação realizaram-se precisamente na igreja de Santa Maria, em Óbidos.

O acontecimento irá ser assinalado logo na abertura do mercado, com um desfile que simula o encontro dos noivos reais à entrada da cerca do castelo, num convite a entrar no recinto onde cuspidores de fogo, dançarinos, músicos e jograis transportam o público para a Idade Média.

O assalto ao castelo, que será realizado todas as sextas-feiras, e as ceias medievais (abertas ao público pelo preço de 35 euros) são outros dos atrativos do evento, em que a câmara investiu este ano 200 mil euros, menos 30 mil euros do que na edição anterior.

Além da zona de tasquinhas, dinamizada pelas associações locais, o certame vai contar com 116 horas de animação musical, 32 horas de torneios, 16 horas de cortejos, 18 horas de danças medievais, 12 horas de espetáculos de palco, três horas de assalto ao castelo e 48 horas de animação de rua.

A empresa municipal Óbidos Patrimonium, que organiza a iniciativa, aumentou ainda o número de trajes disponíveis para aluguer, ao preço de seis euros (o mesmo valor do que o bilhete de entrada), sendo que as pessoas que utilizem trajes próprios pagarão apenas três euros.

O Mercado Medieval de Óbidos abre de quinta-feira a domingo, abrindo às 17:00 nos dois primeiros dias e encerrando às 24:00 à quinta e às 01:00 à sexta. Aos fins de semana, o espaço está aberto das 12:00 ás 24:00.

Últimas notícias

Mais popular