Festival Fuso regressa a Lisboa dia 21

Uma instalação com obras dos portugueses Pedro Costa e Vasco Araújo e do norte-americano Gordon Matta Clark abrem o festival de "videoarte" Fuso 2012, a 21 de agosto, em Lisboa, foi hoje anunciado pela organização.

A mostra, que vai estar patente no BES Arte & Finança, tem curadoria de Nuno Crespo e é a primeira manifestação do Festival, este ano dedicado a questões sociais, cruzando filmes e a visão de realizadores de várias culturas, em seis espaços ao ar livre, da capital.

O FUSO - Anual de Vídeo Arte Internacional de Lisboa - vai decorrer nos jardins do Museu da Eletricidade, do Museu Nacional de Arte Contemporânea, Museu do Chiado, do Museu Nacional de Arte Antiga, no claustro do Museu de História Natural, no terraço do Clube Ferroviário e no espaço BES Arte e Finança.

Para este último, o curador Nuno Crespo escolheu três artistas oriundos de diferentes culturas e práticas, dando corpo ao ponto comum de todo o festival, o social ou a vida em sociedade.

Pedro Costa, o realizador de "Ne Change Rien" e "Onde jaz o teu sorriso", entre outros filmes, é um dos mais destacados cineastas portugueses da atualidade, distinguindo-se pelo caráter independente da sua obra, como destaca a apresentação da galeria BES Arte & Finança, no comunicado hoje divulgado.

Em exibição, do realizador, vai estar o vídeo "Minino macho, minino fémea", de 2005, em dupla projeção, na sala da praça Marquês do Pombal, em Lisboa.

O norte-americano Gordon Matta-Clark, conhecido sobretudo pelo trabalho sobre edifícios abandonados na década de 1970, tem por marca distintiva a técnica "building cuts," através da qual remove partes da construção - pisos, tetos e paredes. A mostra testemunha os seus projetos.

Vasco Araújo estará representado com o vídeo "About being different", de 2007, resultado de dois meses de residência do artista no Baltic Contemporary Art Center e de uma colaboração com a NewcastleGateshead, projeto conjunto de promoção cultural das comunidades de Newcastle upon Tyne e Gateshead, no Reino Unido.

Os vídeos de Pedro Costa, Matta-Clark e Vasco Araújo estarão em exibição no BES Arte & Finança até 07 de setembro.

Jean-François Chougnet, Solange Farkas, Dalia Levin, João Laia, Isabel Nogueira, José Drummond, Françoise Parfait e Nuno Crespo são os programadores do festival, que selecionaram vídeos de artistas oriundos de diversas culturas e diferentes práticas plásticas.

Um dos objetivos do festival FUSO - este ano em quarta edição - é dar a conhecer não apenas novas obras, mas também as problemáticas em que os artistas estão envolvidos.

A temática deste ano -- o social ou vida em sociedade - envolve questões de comunicação, reconhecimento, visão, gestos e palavras, além do urbanismo, em vários pontos do mundo, do Brasil a Taiwan, do Egipto à Rússia, Estados Unidos ou França.

No âmbito do FUSO, a Fundação EDP irá atribuir um prémio de 2.500 euros a uma das obras apresentadas, escolhida por um júri presidido por João Pinharanda e composto por Helena Barranha, Jean-François Chougnet, José Carlos Teixeira, Ana Rito, Joachim Bernauer e Susana Sousa Dias.

Além da instalação no BES Arte e Finança, o Festival tem agendadas exibições no Museu da Eletricidade (no dia 22), no Museu do Chiado (a 23), no Museu de Arte Antiga (24), no Museu de História Natural (25) e no Clube Ferroviário (26), sempre às 22:00 e às 23:30.

O festival FUSO 2012 integra programação da iniciativa Lisboa na Rua.

Últimas notícias

Recomendadas

Contéudo Patrocinado

Mais popular