Publicidade
Diário de Notícias Diário de Notícias


Revisão

Governo limita ainda mais acesso ao abono de família

por ILÍDIA PINTO  

Governo limita ainda mais acesso ao abono de família

Novas regras permitem ao Estado poupar 90 milhões em 2010 e 199 milhões em 2011.

O Governo vai limitar o acesso ao abono de família aos agregados familiares cujos rendimentos ou património mobiliário exceda os 100 mil euros anuais. A medida insere-se nas novas regras de atribuição das prestações por encargos familiares, que passam a depender da avaliação da totalidade do património mobiliário do agregado familiar. A medida, inserida na nova Lei de Condição de Recursos, entra em vigor para a semana.

Assim, ficam excluídos de aceder às prestações por encargos familiares os requerentes e respectivos agregados que tenham um valor patrimonial mobiliário superior a 240 vezes o valor do Indexantes dos Apoios Sociais (IAS), ou seja, 100 mil euros aproximadamente.

Uma medida "criticável", no entender de Bagão Félix, ex-ministro da Segurança Social, por englobar no mesmo diploma o abono de família. "O abono de família não é uma prestação não contributiva, faz parte do subsistema de protecção da família, existe para ajudar, mesmo que de forma diminuta, a fazer face ao aumento de encargos que uma criança acarreta, e é um incentivo à natalidade, funcionando como um apoio à coesão familiar", diz o economista e ex-ministro, defendendo que "não faz sentido nenhum estar a sujeitar esta prestação social à condição de recursos".

Para Bagão Félix, o abono de família "deve ter uma modulação consoante o rendimento per capita das famílias, da idade das crianças e do número de filhos, mas nunca ser eliminado".

A nova Lei de Condição dos Recursos, publicada em Diário da República, alarga os rendimentos a considerar para a atribuição e manutenção das prestações de natureza não contributiva, ou seja, as prestações por encargos familiares, o Rendimento Social de Inserção, o Subsídio Social de Desemprego e subsídios sociais no âmbito da parentalidade.


Ler Artigo Completo(Pág.1/2) Página seguinte
Patrocínio
 
4440Visualizações
21Impressões
3Comentários
1Envio
Ferramentas

Enviar por EmailEnviar por EmailPartilharPartilhar
ImprimirImprimir
Aumentar TextoAumentar TextoDiminuir TextoDiminuir Texto

FERRAMENTAS
 
  • Enviar por EmailEnviar
  • PartilharPartilhar
  • ImprimirImprimir
  • Comentar este ArtigoComentar este Artigo
  • Aumentar TextoAumentar Texto
  • Diminuir TextoDiminuir Texto
 
PARTILHAR NOTíCIA
 
RELACIONADO
 
TAGS
 
Comentar

Caracteres disponíveis: 750

Receber alerta de resposta Aparecer como Anónimo
Lembrar dados pessoais
  • Comentar

Nota: Os comentários deste site são publicados sem edição prévia e são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. Consulte a Conduta do Utilizador, prevista nos Termos de Uso e Política de Privacidade. O DN reserva-se ao direito de apagar os comentários que não cumpram estas regras. Receber alerta de resposta - será enviado um alerta para o seu e-mail sempre que houver uma resposta ao seu comentário. Aparecer como anónimo - os dados (nome e-mail) são ocultados. Os comentários podem demorar alguns segundos para ficarem disponíveis no site.

Se tem conta, faça Login

Email

Password

Legenda

Utilizador RegistadoUtilizador Registado    Utilizador Não RegistadoUtilizador Não Registado





PUB

Especiais

Recuar
Avançar
Continente UVA D'OURO 2014 DN 300x100
BT Edições Multimédia
Epaper



PUBLICIDADE

sondagem

Inquérito DN

Campanhas como a dos banhos gelados ajudam realmente as causas que dizem servir?

Sim
Não
Votar  Ver Resultados



DN

Epaper

Epaper