Um drama intenso que chega da Eslovénia

O INIMIGO DA TURMA Rok Bicek

Que sabemos do cinema da Eslovénia? Digamos que, agora, podemos responder que conhecemos um drama de perturbante intensidade. Assim é, de facto, O Inimigo da Turma, inspirado em factos verídicos. No seu centro está um professor de alemão que chega a uma escola secundária para substituir uma professora que vai ser mãe; os seus métodos austeros criam um ambiente de tensão que se agrava quando uma aluna se suicida - daí à instalação de um clima de perturbante violência psicológica vai um passo...

Evitando ceder aos juízos mecânicos e mecanicistas que, afinal, coloca em cena, esta primeira longa-metragem de Rok Bicek (que também participa na escrita do argumento) expõe de forma incisiva os mecanismos institucionais e morais que, em nome do mais equívoco liberalismo, podem favorecer a perda de coordenadas e valores nas relações entre gerações. Ponto importante: a excelente qualidade das interpretações, com destaque para Igor Samobor, no papel do professor - é uma produção que chega com algum atraso (tem data de 2013), mas ainda bem que chegou.

Classificação: *** bom

Últimas notícias

Conteúdo Patrocinado

Mais popular