Cinco filmes para recordar Martin Landau

Aos 89 anos, o célebre ator norte-americano Martin Landau deixa um vastíssimo legado a celebrar.

Participou em mais de duzentos filmes e séries, realizou mormente papéis secundários enquanto os seus pares subiam às luzes da ribalta. Iniciou-se em 1959, quando declamou a sua primeira linha em Hollywood, no filme a preto e branco Os Homens Morrem Assim, e acabou a carreira com The Last Poker Game (2017), que estreou no festival de Tribeca e a que chegou a assistir antes de morrer. Em Portugal, ainda não tem data de estreia marcada.

Prolífero e multifacetado, Landau era atraído por papéis de severidade, como foi no caso do famoso thriller de Hitchcock Intriga Internacional (1959), em que contracenou com Cary Grant num enredo a passo de contrarrelógio. Porém, como são raros estes papéis de luxo ao lado de titãs da sétima arte, e como duzentos filmes são mais do que muitos verão em toda a vida (quanto mais neles ter papel), o DN sugere cinco das suas melhores prestações, que dificilmente encontrará em qualquer videoclube, mas que os fãs com mais engenho desencantarão vasculhando a pente fino uma loja de cassetes.

1 - Tucker - O Homem E O Seu Sonho (1988)

A sua primeiríssima nomeação para o Óscar da Academia como ator secundário, um Globo de Ouro pelo mesmo, e um leque de outros galardões e nomeações fazem desta pérola um testamento imperdível sobre a habilidade de Landau. O enredo? Muito simples: sob o comando de Francis Ford Coppola, Jeff Bridges protagoniza a cruzada de Preston Tucker ao tentar produzir o clássico automóvel Tucker Sedan, de 1948.

2 - Crimes e Escapadelas (1989)

Com Woody Allen ao leme desta comédia, Landau, que interpreta o papel de um homem forçado a arcar com o avassalador peso da culpa de um homicídio às costas, foi pela segunda vez nomeado para um Óscar.

3 - Ed Wood (1994)

Um filme sobre o pior realizador de sempre - Ed Wood, a personagem titular. Esta ideia criativa contou com a colaboração de Johnny Depp (antes do alter-ego Capitão Jack Sparrow se apoderar dele por completo). Logrou a Landau um Óscar da Academia, à terceira nomeação, e um Globo de Ouro para ator secundário.

4 - Intriga Internacional (1959)

O pecador que nunca o viu que atire a primeira pedra. Com este tomo de peso sobre espionagem e identidades trocadas, Hitchcock deixa a sua marca no mundo do cinema. Não valerá muito estragar o enredo, pois o mistério é a joia da coroa deste thriller famosíssimo.

5 - Missão Impossível (1966-1973)

Não é a moderna Missão Impossível encabeçada por Tom Cruise, mas foi o génio do criador Bruce Geller que deu azo ao romance on set entre Landau e Barbra Bain, a que não bastava serem pares de deixa, por isso casaram. A série faz crónica do corriqueiro da Impossible Mission Force, a agência secreta que se dispõe a fazer do impossível possível, contra todas as expectativas.

Relacionadas

Últimas notícias

Conteúdo Patrocinado

Mais popular

  • no dn.pt
  • Artes
Pub
Pub