Centro de Alto Rendimento do Pocinho ganha prémio de arquitetura do Douro

O Centro de Alto Rendimento do Pocinho foi inaugurado em 2008

Equipamento foi esta terça-feira distinguido com o Prémio Arquitetura do Douro. Adega Alves de Sousa e Espaço Miguel Torga distinguidas com menções honrosas

O Prémio Arquitetura do Douro foi hoje entregue pelo Ministro da Cultura ao Centro de Alto Rendimento do Pocinho, uma obra do arquiteto Álvaro Andrade e propriedade do Município de Foz Côa, anunciou a CCDR-N que, em parceria com Secção Regional do Norte da Ordem dos Arquitetos, a Direção Regional de Cultura do Norte e a Entidade Regional de Turismo do Porto e Norte organiza o prémio.

Nesta edição foram igualmente, distinguidas com menções honrosas a Adega Alves de Sousa, do arquiteto Belém Lima, e o Espaço Miguel Torga, do arquiteto Eduardo Souto de Moura. "A nossa Cultura é cosmopolita e também vive no interior do país", destacou Luís Filipe Castro Mendes" na cerimónia de entrega do galardão, que se realizou no Centro Interpretativo de São João de Tarouca.

À edição de 2016/2017 concorreram 20 intervenções. O Centro de Alto Rendimento de Remo e Canoagem do Pocinho, no Douro Superior, destacou-se pela sua integração numa área de 8 mil m2, onde se conjugam zonas de treino, de alojamento (tem 86 quartos com capacidade para 180 atletas) e social e se reinterpretam dois elementos seculares da paisagem duriense: os socalcos e os volumes de grandes quintas de produção vinícola.

Em 2015 o projeto do CAR Pocinho recebeu uma menção honrosa da Architizer A+ Awards.O projeto resultou de uma parceria da Federação Portuguesa de Remo com a secretaria de Estado do Desporto e a autarquia de Foz Coa. Custou 6,5 milhões de euros.

Lançado em 2006 por ocasião das comemorações dos 250 anos da Região Demarcada do Douro (RDD), o Prémio Arquitetura do Douro é um concurso bienal que procura distinguir e promover boas práticas do exercício da arquitetura realizadas na região após a inscrição do Alto Douro Vinhateiro na Lista do Património Mundial da UNESCO (14 de Dezembro de 2001).

Relacionadas

Últimas notícias

Conteúdo Patrocinado

Mais popular