Publicidade
Diário de Notícias Diário de Notícias


negocios

Kyaia adquire rede de 63 lojas

por

ilídia pinto  

A Kyaia anunciou ontem a aquisição do grupo de retalho Foreva, detentor das cadeias Foreva e Sapatália, que dispõem de, respectivamente, 47 e 16 lojas em todo o país. O investimento é de 7,5 milhões de euros, foi realizado exclusivamente com recurso a meios próprios, e destina-se a "consolidar o grupo Kyaia enquanto empresa de referência no sector português de calçado".

O Grupo Foreva tem pontos de venda em praticamente todo o país, com destaque para as regiões da Grande Lisboa e Grande Porto, Algarve, Madeira e Açores. Em conjunto, as redes de lojas Foreva e Sapatália empregam mais de 150 trabalhadores, número que a Kyaia se compromete não só em manter como até em aumentar, dado que a meta do grupo é atingir uma facturação de 30 milhões de euros já em 2008. As vendas da Foreva, em 2003, foram de 17 milhões de euros e as da Sapatália ascenderam a sete milhões.

A Foreva iniciou a sua actividade em 1984, detendo actualmente 47 lojas espalhadas pelo país. Aposta numa gama alargada de produtos e acessórios, nos segmentos de homem e de senhora, num conceito de moda jovem a preços competitivos. Já a Sapatália foi constituída em 1998 e privilegia artigos de qualidade a preços mais reduzidos. O primeiro passo da Kyaia, anunciou o director de marketing, Pedro Lopes, será "estruturar e renovar a imagem" de ambas as redes de retalho. Uma alteração que visa dar-lhes uma imagem consistente em todo o país, mas que abarcará, também, uma reformulação do produto.

A este propósito, Fortunato Frederico, presidente do grupo Kyaia, deixou claro que "sempre que houver condições de qualidade daremos preferência aos fornecedores nacionais". Reconhecendo que "se não forem globalizados os negócios estão condenados ao fracasso", Fortunato Frederico considerou que é também missão da Kyaia ajudar as pequenas e médias empresas industriais a "evoluírem e a prepararem-se para enfrentar os mercados externos". "Se conseguirem pensar, criar e responder ao mercado nacional em melhores condições estarão para responder aos clientes internacionais", frisou.

Fundado em 1984, o grupo Kyaia é hoje constituído por mais de 20 empresas nas áreas industrial, comercial, imobiliária e turismo de habitação. Emprega mais de 550 trabalhadores, produz cerca de três mil pares de sapatos por dia e factura mais de 20 milhões de euros ao ano. Uma fatia de 4% do seu volume de negócios é dedicado, anualmente, à área da publicidade. O seu objectivo é chegar, até ao final da década, a um volume de negócios de 100 milhões de euros nas áreas da produção, distribuição e do retalho. Uma meta para a qual os 30 milhões de vendas da Foreva e da Sapatália serão "uma fatia importante", admite Pedro Lopes.


Ler Artigo Completo(Pág.1/2) Página seguinte
Patrocínio
 
0Visualizações
0Impressões
0Comentários
0Envios
Ferramentas

Enviar por EmailEnviar por EmailPartilharPartilhar
ImprimirImprimir
Aumentar TextoAumentar TextoDiminuir TextoDiminuir Texto

FERRAMENTAS
 
  • Enviar por EmailEnviar
  • PartilharPartilhar
  • ImprimirImprimir
  • Comentar este ArtigoComentar este Artigo
  • Aumentar TextoAumentar Texto
  • Diminuir TextoDiminuir Texto
 
PARTILHAR NOTíCIA
 


PUB
PEPE Jornadas Empreendedorismo Turismo - DN Destaque

Especiais

Recuar
Avançar
TSF Superbrand - DN destaque
BT Edições Multimédia
Epaper



PUBLICIDADE

sondagem

Inquérito DN

Tensão do Ocidente com a Rússia pode favorecer a Base das Lajes?

Sim
Não
Votar  Ver Resultados



DN

Epaper

Epaper